OEB APONTA QUE SELIC PODE ATINGIR 8% EM 2017 COM SURPRESA INFLACIONÁRIA ADICIONAL

Estudo da Ordem dos Economistas do Brasil aponta que Selic pode até atingir 8% em 2017 com surpresa inflacionária adicional.

O Presidente da Ordem dos Economistas do Brasil (OEB) e do Corecon-SP , Manuel Enriquez Garcia e o Diretor Técnico, Eduardo Velho elaboraram um estudo que aponta que o recuo do índice de atividade econômica do Bacen ( IBC-Br) de -0,26% em janeiro reforçou a projeção referencial da OEB de redução da taxa básica de juros para 8,0% no segundo semestre de 2017, com probabilidade de 70%.  ( a probabilidade para a Selic de 8,5% seria de 30%).

 

O cenário de inflação continua surpreendendo com sua tendência de desaceleração, a tal ponto que a mediana das expectativas do IPCA de 2017 apurada pela pesquisa Focus do Bacen recuou mais uma vez, de 4,12% para 4,10%, enquanto, para 2018, permaneceu no centro da meta de 4,5%.  Os recuos mais significativos foram verificados nas medianas do IPCA no critério Top Five de médio prazo – inclui as previsões das instituições com maior grau de acerto – estabilizadas em 4,08% e 4,30% em 2017 e para 2018, respectivamente, portanto inferior à meta central de 4,5%. Nos últimos trinta dias, as projeções médias do IPCA deste ano recuaram 0,35 pontos percentuais.

O cenário da Ordem dos Economistas do Brasil (OEB) não foi alterado: estimamos um IPCA próximo de 4,0% em 2017, com probabilidade de 70% de atingir 3,97%. Mantemos a estimativa de que os índices de preços ao consumidor devem registrar taxas abaixo do padrão sazonal nos próximos meses, sobretudo no grupo alimentação, que deverá subir um pouco em abril e maio, mas na série dessazonalizada, ainda com viés de queda. Com o resultado do IPCA-15 de março, revisamos na semana passada as projeções para o IPCA anual de 2017, de 4,1% para 3,97%.

Fonte: OEB




Endereço:
Viaduto Nove de Julho - 1º andar
Bela Vista - CEP: 01050-060
São Paulo - SP
Telefone: (5511) 3291-8735